quinta-feira, 15 de março de 2012

Wishlist


Hoje gostava que chovesse. Mas que chovesse mesmo. Que houvesse água tocada a vento, como se diz na minha terra, que o céu se vestisse de cinza, que o frio enregelasse as mãos e que São Pedro chorasse toda a tarde. Hoje gostava que chovesse. Que o pó assentasse. Que a vida da terra voltasse. Assim, chorar dentro de mim seria só mais um sítio onde chovia. E escusava de me preocupar com esta chuva que não se vê mas faz taaantooo barulho.

5 comentários:

  1. Não devemos estar no mesmo sítio. Aqui não chove nada.

    ResponderEliminar
  2. Aqui caiu uma maravilha de carga de água. Pena não ter o carro na rua na altura, porque seria lavagem gratuita! ;)

    ResponderEliminar
  3. Aqui choveu a cântaros, levada a vento, com trovoada forte e granizo como pedras. Agora já sei de quem foi a culpa!

    Espero que tenhas levado o Sol e o céu azul para dentro de ti.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Digamos que estou... mais compostinha :)

      Eliminar