quinta-feira, 13 de setembro de 2012

Enche-me de orgulho!

O mano trabalhou durante as férias com o pai. No duro. O pai diz que um veterinário tem de saber borrar a bota. E que ninguém que não saiba fazer consegue mandar muito bem. É assim o pai. É assim o mano. Por isso é que amanhã, por não ter aulas, vai cedinho até casa. O pai está enrascado. Precisa de uma ajudinha. Acho o mano a última bolacha do pacote, pronto. Sou fã do garoto. Adoro que vista a bata ou o fato de macaco com o mesmo entusiasmo com que veste o fato e põe a gravata. Que conte uma ninhada de animais ou saiba o preço da farinha ou do feno com o mesmo empenho com que estuda exognósia. Amo de paixão que não seja só um menino, que o tempo o tenha transformado neste homem. E pronto. É assim a vida.

2 comentários:

  1. É bom ter um mano homem! Como eu gostava!

    ResponderEliminar
  2. Ele devia ter acesso a este blog. Se devia! Até crescia um palmo.

    ResponderEliminar