quarta-feira, 11 de janeiro de 2012

3 anos


Parece que foi ontem. Mas não. Passaram 3 anos. 3 anos. 36 meses cheios de coisas boas e algumas menos gratas. 156 semanas com sábados, domingos, quintas de cinema, segundas de aulas a contragosto. Foram 3 anos de avanços e recuos na história que lhe deu origem. Pelo menos dois pontos finais e muitas reticências. 3 anos com descobertas desconcertantes, desde os Açores até Madrid, passando pelo regresso a Florença e a escapadela ao Luxemburgo. 3 anos em que me nasceram mais sobrinhos que os dedos de uma mão. Em que dos melhores amigos casaram... ou acabaram os casamentos. 3 anos em que o trabalho do meu pai como o conhecia desde que nasci levou uma volta de 180º. Em que a minha mãe mudou de escola. Em que o mano foi finalista e chegou a caloiro. 3 anos em que revivi a curiosidade morna e doce dos amores de Verão. 3 anos em que descobri novos e grandes amigos, em que passei a morar sozinha, fui contratada como assistente e me tornei mestre. 3 anos em que publiquei um livro e decidi escrever as memórias da minha avó. 3 anos em que assentei que o CEJ, a entrar na minha vida, será só lá para diante, porque agora tenho um doutoramento para fazer. 3 anos em que me envolvi nos projectos profissionais que até hoje me deram mais prazer e, também por eles, encontrei um confidente e melhor amigo. 3 anos em que fumei pela primeira vez e deixei de brindar com sumo. 3 anos em que me senti muitas vezes tão perto de algumas verdades e as afugentei para longe afagando a acomodação que a dúvida me permitia continuar a viver. Até hoje. Em que estava quase a esquecer-me que o poraquipasseieu fazia anos e a vida, às primeiras horas do dia que ainda dorme, me entregou no regaço a confirmação do que sempre soube sem querer saber. Tudo... quando eu menos esperava. Há tanta curiosidade na escolha dos momentos que enformam estes 3 anos como na evidência de que a partir de hoje este blog não é bébé. Temos agora idade para a sala dos 3 anos. Deixámos a creche para trás. E... tal como nas vidas de carne e osso, toda a gente sabe, isto é um passo de gigante para virar crescido. Hoje fazemos anos. São 3. E são felizes.

4 comentários:

  1. Eu tive a felicidade de acompanhar desde o ínicio a tua entrada na blogosfera e acredita que se tornou um vício "visitar-te" todos os dias:) Como já te disse, acho que tens um dom para a escrita por isso nunca desistas deste teu "filho" pois nós seguidores queremos acompanhá-lo na sua caminhada pela vida! Parabéns:))Bjs

    ResponderEliminar
  2. Caramba R., em 3 anos acontece mesmo muita coisa! Parabéns ao blog e a ti e espero que continues por aí a escrever para nós que te lemos :)

    ResponderEliminar
  3. Sou muito fã de quem perde tempo a ler-me. Acho que não se aprende nada por aqui. É, como já disse infinitas vezes, um diário a céu aberto de uma vida mais ou menos, de uma pessoa assim assim. Nada de extraordinário. Portanto, das duas uma, ou considero os seguidores voyeurs masoquistas, ou me torno fã deles. Optei pela segunda hipótese :) Acreditem que são mesmo importantes, pessoas!
    Beijinhos*

    ResponderEliminar