quarta-feira, 22 de agosto de 2012

Tenho um recado para dar... e é já!

Ora bem, cheguei há pouco da rua e perder e achar gente a jogar às cartas é no centro histórico de Tomar. Vai daí, estou que nem posso. Quase verde, de tanta indignação. Este recado é para si, oh menino do Café Tropical da minha cidade. Lembra-se que eu passo a vida a pedir-lhe que nos deixe jogar às cartas na esplanada?! E que me diz sempre que a lei não deixa e mimimi?! E que eu costumo dizer que se calhar se quem se puser a jogar forem juristas, sempre se pode pensar num arrazoado contestatório se a polícia der as caras?! E que olha para mim e faz cara de mau e vai embora a acenar que não?! Trombudo, é o que você é. E não me venha também dizer que a lei em Tomar é diferente da lei em Coimbra, que eu digo-lhe já que não é. É que nós só queríamos jogar uma cartada de vez em quando, a lembrar os bons velhos tempos (tem sorte que ninguém lhe peça para jogar às escondidas dentro do café, alminha). Nem íamos jogar a dinheiro. No máximo, a tremoços ou amendoins. Você venha é aqui aprender a fazer uma cliente feliz. Estou que nem o vejo bem, homem. Onde é que já se viu: fazer cara feia a um inofensivo sobe e desce... Não há condições.

1 comentário:

  1. Vamos jogar ao sobe e desce a amendoins! Pretty please*

    ResponderEliminar