terça-feira, 28 de agosto de 2012

Oh valha-me a Santa!!!

Se há coisa que uma mulher aprecia num homem, é isto:

a conversa do "Penso que talvez eventualmente sem compromisso mas experimentando e mimimi que não é um namoro mas gostava e depois enfim quem sabe ou não" seguida, quando, e-s-t-ú-p-i-d-a-s, ainda caímos, de uma outra conversa, esta já noutro registo, mais próximo do "E não era bem isso, porque talvez, enfim, tenhas confundido algum sinal, porque eu nunca quis, mas foi tudo sem maldade e depois afastei-me, mas custou-me, porque eu tinha de te dar espaço e quem sabe agora pudéssemos...". Ide pastar, sim?! Escrevam aí em letras grandes e colem na porta do frigorífico "Elas não mordem. Se nós formos DIRECTOS com elas, ainda assim, elas não mordem. Nem rosnam."
- ser constantemente comparada a outra.
- que andem a apalpar terreno com as duas ao mesmo tempo.
- a técnica de se fingirem de mortos à espera que nos batam as saudades. Dá sempre resultado. Durante os primeiros três dias. Depois, bem, depois só ficamos com vontade que desapareçam. Adoramos que nos ignorem... no fundo.
- e... acima de tudo, que tragam gente louca para a nossa vida.


Finalmente, poemas e musiquinhas são formas de engate. Se a intenção é jogarem às cartas connosco, eh pá... mandem mensagens só a falar do tempo e da liga inglesa de futebol, está bem?!

2 comentários:

  1. Viste o golaço do Van Persie no fim-de-semana? E o jogão da Udinese nesta primeira parte, hein? Grande Armero!

    ResponderEliminar